terça-feira, 10 de abril de 2012

O amor que eu quero


Existe um amor que eu espero
Um amor sincero e que seja eterno enquanto dure
Este amor que eu quero
Não sei onde ele se esconde
Nem para onde devo seguir
Sei que ele também me procura
Pelos cantos pelas ruas
Pois seu coração esta ligado ao meu
Sinto seu cheiro, seu gosto
Sinto em meu corpo o leve toque do seu rosto, quando seus lábios exploram minha pele em um constante mar de beijos
Sei que ele mim procura
Por isso fico aqui nesta tortura
Sempre a sua espera


                                                            Betinho

2 comentários:

  1. olá guri
    esta espera torturante
    e ao mesmo tempo gratificante
    achei fofinhu o poema

    bjim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, fofinhu foi o comentário gostei bjão.

      Excluir